segunda-feira, dezembro 12, 2011

sábado, dezembro 10, 2011

Drawings

no title - 10 x 15 cm - nankin on paper - 2011 

no title - 15 x 10 cm - nankin on paper - 2011

quarta-feira, dezembro 07, 2011

segunda-feira, novembro 28, 2011

Gerhard Richter na Tate Modern

Gerhard Richter, artista alemão, está em retrospectiva na Tate Modern até o dia 8 de janeiro de 2012. Richter tem enorme diversidade de trabalhos, técnicas e temáticas. Particularmente, me interessam suas pinturas abstratas.
.
Nesta foto da Tate, aparecem o curador da Tate, Richter ao centro e o diretor da Tate, quando visitavam a mostra.
.

Nesta foto, uma visitante passa em frente a duas pinturas abstratas de Richter.
.
Neste vídeo abaixo, Richter mostra um pouco da técnica que utiliza para fazer suas pinturas abstratas. O vídeo é um trailer de um filme sobre Gerhard Richter.
.
.

quarta-feira, novembro 23, 2011

Leonardo na National Gallery

.
National Gallery de Londres exibe trabalhos de Leonardo da Vinci.
.
Es la exhibición más completa de sus obras menos conocidas por el público: "Leonardo da Vinci, Pintor en la Corte de Milán" abre mañana sus puertas en la National Gallery de Londres para mostrarnos un excepcional conjunto de obras del genio cedidas por numerosas instituciones internacionales. Buena parte de ellas nunca habían podido verse en el Reino Unido.
Numerosas exposiciones han analizado ya las facetas de inventor, dibujante o científico de Leonardo, así que la que ahora se inaugura en la capital británica se centrará en el estudio de las técnicas pictóricas que empleó en la primera etapa de su trayectoria. A partir de la recientemente restaurada Virgen de las Rocas, una de las obras estrella de esta muestra, se estudiará la producción que Leonardo desarrolló al servicio de la corte milanesa de Ludovico Sforza, en las décadas de 1480 y 1490. Tanto en sus retratos como en sus trabajos de temática religiosa, trató de aunar verismo e idealización en pos de una belleza que lograra sobrecoger e intrigar al espectador y que representase a la perfección la figura humana.
Entre los trabajos expuestos encontraremos La Belle Ferronière, cedida por el Louvre; La Madonna Litta, procedente del Hermitage de San Petersburgo, la célebre Dama del Armiño o un San Jerónimo llegado de la Pinacoteca Vaticana, así como las dos versiones que Leonardo realizó de la ya mencionada Virgen de las Rocas. Pertenecen a la National Gallery y al Louvre y es la primera vez que se exhiben juntas al público. Pero no será la única novedad que esta exposición nos traiga, pues su inauguración viene acompañada de la presentación en sociedad de Salvator Mundi, pieza fechada hacia 1500 en torno a cuya autoría, no obstante, existen muchas dudas. Robert Simon, doctor en Historia del Arte de la Universidad de Columbia, cree que su técnica y estilo obedecen sin duda a Da Vinci, pero para otros expertos, como Fernando Marías, no existen pruebas científicas lo suficientemente concluyentes.
La parte final de la muestra estudiará el proceso de ejecución de La última cena a partir de una copia a gran escala de la obra cedida por la Royal Academy y de diversos dibujos preparatorios.
A dama com o arminho - Retrato de Cecília Gallerani, amante de Ludovico
Sforza - Leonardo da Vinci - 1485-1490 - 54 x 40 cm

domingo, novembro 20, 2011

Ai Weiwei

.
Esta notícia foi publicada em O Globo.
.
Um dos assistentes do artista chinês Ai Weiwei está sendo investigado pela polícia local acusado de disseminar pornografia na internet, segundo divulgou o próprio ativista nesta sexta-feira. De acordo com Weiwei, o cinegrafista Zhao Zhao foi questionado por autoridades na última quinta-feira sobre uma foto artística que ele teria compartilhado. A imagem intitulada “Um tigre, oito seios” mostra Weiwei ao lado de quatro mulheres, todos nus e sentados em cadeiras chinesas tradicionais, em contraste com um fundo branco. O ativista criticou a ação das autoridades chinesas e questionou se os agentes conseguem compreender o que é “arte e cultura”.
- Se eles entendem nudez como pornografia, então a China deve estar ainda no período da dinastia Qing – criticou Weiwei. 

Zhao acrescentou que a polícia o informou que ele deve ser processado criminalmente por ter compartilhado a foto e por ela ter se espalhado na rede. Mesmo que as denúncias ainda não tenham atingido Weiwei, o cinegrafista acredita que as acusações fazem parte da perseguição do governo ao ativista.
- Eles disseram: “Essa fotografia é obscena”. Eu eu disse “Eu não acho isso. O que é obsceno nesta imagem?”. Então, eles responderam: “É obscena, e basta”. Como os esforços deles para atingir Weiwei ainda não tiveram nenhum efeito, como no caso da cobrança dos impostos, eles estão tentando por outros meios – afirma Zhao.

sábado, novembro 19, 2011

Cy Twombly (3)

.
Cy Twombly - Suma, 1982 - oil paint, crayon, graphite and color pencil on paper - 142,5 x 127,5 cm

sexta-feira, novembro 18, 2011

Dan Steinberg

.
Eu estava lendo uma notícia bobinha sobre Robin Williams em um jornal virtual, e já ia saindo do link, mas essa foto que ilustrava a notícia me segurou, me segurava na página. Vi no rosto do ator uma melancolia, uma tristeza, o nome que se queira dar, spleen, quem sabe. Admirei o trabalho do fotógrafo que soube captar tal expressão, esse momento. Googlelizei o nome dele, Dan Steinberg - que eu não conhecia - e vi em seu site que ele fez e faz vários retratos de atores, muito bons, impresssionantes (em geral em preto e branco). Para acessar o site do fotógrafo Dan Steinberg clique aqui.

quarta-feira, novembro 16, 2011

segunda-feira, novembro 14, 2011

Cy Twombly (2)

Another very beautiful artwork of Cy Twombly.
.
Quattro Stagioni, Part I, Primavera - 1993-1994
312,5 cm x 190 cm
synthetic polymer paint, oil, house paint, pencil and crayon on canvas
.

sexta-feira, novembro 11, 2011

Cy Twombly (1)

I am fascinated by all works of Cy Twombly.
.
Cy Twombly - Untitled (Peony Blossom Paintings) - 2007
wax crayon, pencil on wood

sábado, outubro 29, 2011

quinta-feira, setembro 22, 2011

quarta-feira, setembro 21, 2011

London Underground

.
London Underground bans Lou Reed and Metallica Album Artwork.


Metrô de Londres bane cartaz de disco de Lou Reed com Metallica

DE SÃO PAULO

O metrô de Londres baniu nesta terça (20) pôsteres do disco "Lulu", aguardada parceria entre o cantor Lou Reed e a banda Metallica, informa o semanário "New Musical Express". Segundo a administração do metrô, o cartaz promocional foi proibido porque seria muito parecido com grafite, estilo de arte urbana. O pôster mostra um manequim sem braços e com o nome do disco, aparentemente, escrito com sangue. "Lulu" será lançado no dia 31 de outubro e traz letras do ex-cantor da banda Velvet Underground inspiradas em peças do dramaturgo Frank Wedekind. Segundo o vocalista do Metallica, James Hetfield, as composições o fizeram chorar.

quarta-feira, setembro 07, 2011

sábado, setembro 03, 2011

O iconoclasta - Silas Martí - Folha de São Paulo


Em 1967, Nelson Leirner mandou um porco empalhado para um salão de arte em Brasília, e o bicho foi aceito pelos críticos como uma obra. Mais de 40 anos depois, o homem que se consagrou como iconoclasta da arte brasileira, com fama de apontar as bizarrices do meio em obras ácidas e irônicas, abre uma retrospectiva em São Paulo sem o malfadado animal. Enquanto o porco viaja para Bruxelas, onde será destaque no festival Europalia, deixa na Galeria de Arte do Sesi sua ausência sintomática, ressaltando os trabalhos que o próprio Leirner considera mais palatáveis ao mercado. "Minha obra continua crítica, mas a crítica não funciona mais", diz Leirner à Folha. "Ela foi engolida, a sociedade aprendeu a consumir o artista. Não tem como criticar sendo consumido. Todos nós viramos marca registrada." No caso, ele sabe que será sempre tachado de "irreverente, irônico e bem humorado". "Mas ninguém pensa que posso estar depri mido, que também tomo remédios todos os dias para dormir." Apesar da derrota do Corinthians no dia anterior à entrevista, Leirner não parecia triste. Ele está consciente e não esconde essa lucidez. "Tudo ficou pasteurizado, e eu tento alertar para isso no meu trabalho, como se dissesse: olhe, sinta", diz ele. "Só que nem eu mesmo sinto nada. Arte hoje é fabricada, tem que ter galeria, mercado e produzir, gerenciar, ser um pequeno industrial." Em 1966, Leirner fundou com Wesley Duke Lee e Geraldo de Barros uma galeria alternativa, a Rex, que tentava expor a insensatez programada do mercado de arte. Teve prejuízo retumbante e acabou com um "happening" em que as obras foram doadas a quem passasse pelo espaço. Agora, o artista conta que divide o que faz entre arte e hobby. Grande obra da mostra que abre na semana que vem, "Hobby" é um conjunto de 3.000 pequenos objetos fabricados por ele em momentos de tédio ou distração, noites vazias em quartos de hotel ou longos voos de avião.É mais uma estocada no seio da arte, meio que ele mesmo aprendeu a moldar a seu favor nos últimos 50 anos. No próximo dia 12, o Instituto Tomie Ohtake destaca essa experiência mostrando obras de Leirner ao lado de trabalhos de seus ex-alunos, como Leda Catunda, Iran do Espírito Santo e Dora Longo Bahia, todos hoje mais do que consagrados no mundinho.

NELSON LEIRNER

QUANDO abre 5/9, às 19h, no Sesi, e 12/9, às 20h, no Tomie Ohtake

ONDE Galeria de Arte do Sesi-SP (av. Paulista, 1.313, tel. 0/xx/11/ 3146-7405) e Instituto Tomie Ohtake (av. Brig. Faria Lima, 201, tel. 0/xx/11/2245-1900

QUANTO grátis

sexta-feira, setembro 02, 2011

Vânia Mignone

A Fuga - 2010 - acrílica sobre mdf - 90x90cm - políptico com 8 partes. 
.
Vânia Mignone nasceu em Campinas, SP (1967). Gostei do trabalho dela que insiste na pintura como forma de contar uma história. Ou seja, é isso que penso que as pinturas dela fazem. E ainda mostram a força da pintura figurativa nesta época de artes que não contam história nenhuma.
.
Ela, Vânia, escreve sobre si mesma:
.
"O que me interessa é a PINTURA. Ver como se perpetua. Presto atenção em como a pintura continua contando segredos. Como mantém seu lugar entre as formas de expressão do mundo contemporâneo, como incorpora novas informações e se apresenta imprescindível. Gosto de quando a pintura deixa transparecer suas qualidades que são únicas: as camadas de tintas sobrepostas, escorridas, o peso da mão do artista. Procuro ser despojada em tudo. O colorido entra no trabalho como uma cor: o vermelho, o amarelo, o branco. As variações cromáticas, é engraçado, me fazem desviar a atenção e por isso as evito. O TRAÇO é preto, direto, delicado. Desenho puro. Contorna as formas, cria espaços com a perspectiva, delimita cores. Nos trabalhos feitos em partes, o que me agrada é a linha que surge, a DIVISÓRIA. Ela quebra o plano, embaralha o espaço e o tempo, transforma a imagem em algo dinâmico, em uma leitura não linear. As FIGURAS que faço são estereótipos. Não é esse homem ou essa mulher com determinadas características. É o homem, a mulher, apenas isso. Assim como uma xícara é uma xícara, uma cadeira é uma cadeira. Funcionam como ícones, simbolizam o que realmente são. As PALAVRAS entram tão naturalmente no trabalho como uma cor ou o desenho de um objeto. A quantidade de sílabas da palavra, sua pronúncia, tudo faz parte. Ela cria, juntamente com a cor e o desenho, uma tensão necessária que parece forçar o trabalho a vazar da parede."
.
O site de Vânia Mignone é este aqui, mas lá as fotos dos trabalhos não são muito boas e não há, também, o tamanho de cada trabalho. Vânia Mignone está expondo na Mercedes Viegas Arte Contemporânea, no Rio de Janeiro, de 03/09 a 01/10/2011.

quarta-feira, agosto 31, 2011

Ursus Wehrli - A arte da limpeza

Ursus Wehrli é um comediante e artista suíço e, aparentemente, ele tem mania de organização. Em uma outra série de trabalhos (que você pode ver aqui no site moscabranca) ele refez algumas telas famosas, reorganizando-as. O quarto amarelo do nosso amigo Vincent, por exemplo, foi arrumado por Wehrli. As fotografias que seguem abaixo mostram um novo projeto de Wehrli, no qual ele usa sua obsessão de organizar.
.
 

terça-feira, agosto 30, 2011

Néle Azevedo - Zero Grau

.
Gostei do trabalho, penso que comporta muitas interpretações significativas, funciona como vídeo, como fotografia e para quem viu a instalação quando foi feita.
.

sexta-feira, agosto 26, 2011

Florentijn Hofman

.
Florentijn Hofman: big yellow rabbit
Este é o tipo de trabalho que não funciona como obra de arte, para mim. Imho, este tipo de obra se situa no campo da brincadeira, da curiosidade, do interessante, mas não alcança o campo da arte. E, observe-se, não considero o campo da arte como um local sagrado, ou um local que não pode ser abordado com humor. Não é isso. Para mim, o trabalho de arte pode ter humor, mas essencialmente tem que trazer consigo reflexão. É claro que deu um trabalhão para ser feito e é claro que o autor entende como funciona a grana para se fazer arte, mas e daí? Daí nada, não sai coelho.

quinta-feira, agosto 25, 2011

Carlo Mollino




Carlo Mollino
Un Messaggio dalla Camera Oscura
KUNSTHALLE wien project space,
August 31th - September 25th, 2011

Born into a Turin architect and civil engineer's family, Carlo Mollino studied art history and architecture and made a name for himself as a skier, racecar driver and aerobatic pilot, as an author and photo artist. Yet his international renown is primarily based on his work as a designer of furniture and exclusive interiors in the spirit of the gesamtkunstwerk. His organic language of forms was not least inspired by the form of the female body as particularly evidenced by the part of his photographic work he always kept private: over 1,000 Polaroids portraying beauties of Turin's night life in the nude in mise-en-scène settings. The pictures were part of the preparation of his House for the warrior's rest (today: Casa Mollino), a villa in Turin on the Po River.

The presentation will juxtapose furnishings of the villa with a selection of these Polaroids for the first time. It explores the boundaries and bridges between this universal artist's male erotic imagination and his intellectual and artistic attitude.

A project realized in cooperation with the Museo Casa Mollino, Turin.

Curator: Gerald A. Matt

A catalogue will be published on the occasion of the exhibition by Verlag für moderne Kunst Nürnberg, ISBN 978-3-86984-244-8
----------------------------
Carlo Mollino: Interiores exclusivos
Kunsthalle Wien se sumerge en el universo vital del artista italiano

"Carlo Mollino"
KUNSTHALLE WIEN
Museumsplatz 1 A 1070
Viena
Del 31 de agosto al 25 de septiembre de 2011
Todos los días, de 10:00 a 19:00 horas
Martes, hasta las 22:00 horas
Viena, 24/08/2011

Nacido en el seno de una familia turinesa de arquitectos e ingenieros civieles, Carlo Mollino estudió Historia del Arte y Arquitectura y alcanzó fama destacando en las actividades más variopintas: fue esquiador, piloto de carreras y acrobático y fotógrafo. Sin embargo, su gran reconocimiento internacional se debe a su labor como diseñador de muebles inspirados en el lenguaje orgánico de las formas naturales y en el cuerpo femenino.
La Kunsthalle vienesa mostrará, sólo durante un mes (del 31 de agosto al 25 de septiembre), parte de las 1.000 polaroids en las que Mollino retrató a las féminas del Turín nocturno e instantáneas que documentan el proceso de construcción y decoración de la llamada Casa para el descanso del guerrero (en la actualidad Casa Mollino) a orillas del río Po.
Junto a estas imágenes podremos ver en Viena una selección de muebles presentes en esta villa que nos ayudarán a explorar los puentes entre la imaginación erótica presente en las fotografías de Mollino y la intensa intelectualidad que dio lugar a su mobiliario.
Queremos recordar que, en junio de 2005, una mesa de roble y vidrio diseñada por Carlo Mollino en 1949 para la Casa Orengo fue vendida en la casa de subastas Christie's de Nueva York por casi 4 millones de dólares, estableciendo un récord para piezas de mobiliario del siglo XX.

quarta-feira, agosto 24, 2011

Não é arte, imho

Os artistas Rainer Bonk e Berta-Maria Reetz instalaram ovelhas azuis no gramado em frente ao parlamento estadual de Schleswig Holstein (norte da Alemanha).
.
Bom, pra mim (imho) isso aí é no máximo uma brincadeirinha engraçadinha.
.

sábado, agosto 20, 2011

Arte contemporânea

.
Um portão que, imho, é pura arte contemporânea. Se Marepe pegasse esse portão e levasse para Sumpaulo ia ser um sucesso, valeria milhares. Mas se Paulinho Rafael pegar... vixe.
.

segunda-feira, agosto 15, 2011

Itamaraty


A notícia já é quase velha nestes tempos de imediatismo. A notícia é do remoto dia de 4 de agosto, mas ainda interessa.
.
04/08/2011 - 17h44 - Obras de arte adquiridas pelo Itamaraty - SILAS MARTÍ
Folha de São Paulo.
Obras de 16 artistas plásticos brasileiros entram agora para o acervo do Ministério das Relações Exteriores, num investimento total de R$ 150 mil. A compra anunciada hoje encerra um período de quase 30 anos em que o Itamaraty abandonou uma política regular de aquisições. De uma lista de 82 finalistas, antecipada no último sábado pela Folha, uma comissão de curadores brasileiros e estrangeiros escolheu obras em quatro categorias: trabalhos em papel, escultura, fotografia e pintura. Entram para o acervo do ministério obras em papel dos artistas Fabrício Lopez, Carla Chaim, Chiara Banfi e Jarbas Lopes. Entre as esculturas, os premiados são Carlito Carvalhosa, Ana Holck, Laís Myrrha e Galeno. Foram adquiridas também fotografias de Matheus Rocha Pitta, Estela Sokol, Ana Paula Albé e Arnaldo Pappalardo. Na categoria pintura, os selecionados são Marepe, Marcus André, Eduardo Srur e Katie van Scherpenberg. Integraram a comissão julgadora Maria Inez Rodriguez, do Museu Universitário de Arte Contemporânea, do México, Tanya Barson, da Tate Modern, em Londres, Alison Greene, do Museum of Fine Arts, de Houston, Martin Roth, diretor da coleção de artes de Dresden, e os brasileiros Guilherme Bueno, do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, e Rodrigo Moura, do Instituto Inhotim.
.
Abaixo, imagens de quatro das obras adquiridas.
.
Jarbas Lopes
.
Fabricio Lopez
.
Marcus André
.
Carla Chaim

domingo, agosto 14, 2011

Lisa Swerling - Glass Cathedrals


Tem muita gente fazendo esse tipo de trabalho e usando esse mesmo tom, um misto de curiosidade e bom humor. Não sei se estamos concretamente no campo da arte ou do gabinete de curiosidades ou do brinquedo ou do artesanato. Lisa Swerlling nasceu na África do Sul e vive na Califórnia. Ela cria essas cenas em caixas com vidro na frente e chama esses trabalhos de Catedrais de Vidro (Glass Cathedrals). As cenas são compostas com figuras em miniatura pintadas à mão obtidas em estradas de ferro de brinquedo e de modelos para maquetes de arquitetura. De acordo com Lisa, esses trabalhos usam a pequena escala para dar uma visão das limitações da compreensão humana. O site dela é só clicar aqui.
.


sexta-feira, agosto 12, 2011

Sylvie Bonnot

.
Bom, então, encontrei por aí o site de Sylvie Bonnot, gostei do site, branco, limpo. Ela mostra diversas séries de trabalhos, gostei de muitos. Este é um exemplo. (Sem título - Oilbar rouge cadmium de pourpre sur tirage baryté, 125x125cm, St Léger, 2011).
.
O site dela é só clicar aqui.

quarta-feira, agosto 10, 2011

Sarah Illenberger

.
Gostei desse trabalho de Sarah, encontrei no Designboom.
O trabalho se chama: meloncholie, 2010, 40 x 60 cm.